16 de setembro de 2010

Do outro lado do túnel,

a cidade
mundo i-mundo
me chega
pela janela
do ônibus
me afronta
contra
partida
suja
xula
prostituída
esgotada
fétida
arfixiante
me atinge
lixo
gente
carro
e bicho
por todo lado
caossificados
me atinge
retina
narina
coração.
me atravessa
a cidade
do outro lado do túnel

Um comentário:

  1. passo por isso todos os dias no trem....
    hahahaha

    ResponderExcluir