9 de janeiro de 2011

Minhas palavras

As palavras que digo
são as que já escaparam
pelas entrelinhas.

As palavras que grito
são as que sufoquei
até que eu perdesse todo ar.

As palavras que calo
são as que não sei dizer
em poesia.

Um comentário:

  1. Tão essencial esse poema sobre palavras! Tão desvelador...

    ResponderExcluir